• ministeriovidacwb

A dádiva de Deus




Não se pode comparar a dádiva de Deus com a consequência do pecado de um só homem: por um pecado veio o julgamento que trouxe condenação, mas a dádiva decorreu de muitas transgressões e trouxe justificação. Se pela transgressão de um só a morte reinou por meio dele, muito mais aqueles que recebem de Deus a imensa provisão da graça e a dádiva da justiça reinarão em vida por meio de um único homem, Jesus Cristo. Romanos 5:16-17 NVI


Sabemos que a consequência do pecado de Adão trouxe condenação a todos os homens, por isso em Romanos 3:23 está escrito que TODOS pecaram e necessitam da glória de Deus. Mas veja que verdade extraordinária: não se pode comparar a dádiva de Deus com a consequência do pecado, pois o pecado de um só homem (Adão) trouxe julgamento e condenação, mas a dádiva de Deus foi decorrente de muitas transgressões e trouxe justificação. Sabemos que a justificação inclui uma nova vida e ela significa o ato de Deus de tornar o homem aceitável a Ele. A transgressão de Adão resultou em morte para todos os seus descendentes, mas aqueles que recebem de Deus a imensa provisão da graça e a dádiva da justiça reinarão em vida por meio de Jesus Cristo. Veja a seguinte escritura:


O primeiro homem era do pó da terra; o segundo homem, dos céus. Os que são da terra são semelhantes ao homem terreno; os que são dos céus, ao homem celestial. 1 Coríntios 15:47-48 NVI


Em Cristo Jesus nossa origem mudou, não somos mais descendentes de Adão, agora somos descendentes de Cristo Jesus, o homem celestial. Por isso, por meio Dele podemos reinar em vida. Mas para que isso aconteça nós precisamos receber a imensa provisão da graça e a dádiva da justiça. Você entende que isso não depende do seu mérito ou do seu próprio esforço? Depende se você recebe ou não a dádiva de Deus. Receber no original grego é “lambano” e significa agarrar, pegar para si, tomar posse, apropriar-se.


Tome posse, aproprie-se, tome para si a imensa provisão da graça e a dádiva da justiça e reine em vida por meio de Jesus Cristo.


Katiany Lins – Ministério Vida