• ministeriovidacwb

Eu sou de Cristo



Com isso quero dizer que algum de vocês afirma: “Eu sou de Paulo”; ou “Eu sou de Apolo”; ou “Eu sou de Pedro”; ou ainda “Eu sou de Cristo”. 1 Coríntios 1:12 NVI

Naquele tempo já havia divisão, uns diziam serem de Paulo, outros de Apolo, outros de Pedro. Hoje não dizemos mais que somos dos líderes, mas dizemos que somos arminianos, calvinistas, reformados, ou da igreja tal e por aí vai. Levantamos placas e bandeiras e queremos tornar a denominação conhecida. Mas isso não é nem bíblico.

O problema é que as pessoas não seguem mais a Bíblia. Elas criaram seus sistemas e doutrinas e fazem tudo baseados neles. Vivem baseados na teologia que homens e mulheres que viveram em 1500 dC, porque são incapazes de estudarem a Bíblia por si só, com a ajuda do Espírito Santo. Quanto a mim, eu sou de Cristo. Vejo denominações lutando para levar seus nomes pelo mundo. A denominação tal já está em tantos lugares e se orgulham disso. Deveríamos nos orgulhar de sermos usados por Deus para levar cura e salvação para as pessoas.

Hoje há tantas denominações, tantos métodos de ensino, tantas escolas teológicas, tanta teologia sistemática, que uma pessoa quando se converte, ela se converte aos ensinos da igreja A ou B, E NÃO AO EVANGELHO DE CRISTO. Em pleno século XXI, ano de 2021 muitos ainda baseiam suas doutrinas em homens e mulheres de mil quinhentos e bolinha. Se gostam tanto de seguir homens antigos, sigam os da Bíblia. Tem pessoas que brigam feio para defender homens como Lutero, Calvino, Armínio, Eles foram benção? É claro que sim. Foram importantes na história da Igreja? Sem dúvida, assim como tantos outros que inclusive morreram pela Bíblia. Mas em pleno século XXI eu não estou aqui para seguir ensinos humanos. Todos temos a capacidade de sentar com nossas Bíblias e deixar Deus nos ensinar. Entenda bem o que digo, não estou dizendo que não podemos aprender com eles, e sim que não devemos ter eles como regra única de fé e conduta para nossas vidas. Nós aprendemos uns com os outros, e nós que ensinamos também aprendemos muito com homens e mulheres que já descansaram em Deus, mas não fazemos deles nossa teologia, entende a diferença?

Amados, voltemos ao evangelho genuíno. Nós somos de Cristo e é este nome que temos que exaltar e não a placa da denominação A ou B.

Minha oração neste dia é que possamos nos importar em levantar a bandeira do Reino de Deus, que a salvação e transformação das pessoas seja a nossa verdadeira motivação, em nome de Jesus.

Carina Ramos - Ministério Vida