• ministeriovidacwb

Lutas acerca de palavras




Continue a lembrar essas coisas a todos, advertindo-os solenemente diante de Deus, para que não se envolvam em discussões acerca de palavras; isso não traz proveito e serve apenas para perverter os ouvintes. 2 Timóteo 2:14


A expressão, discussões acerca de palavras, no grego λογομαχεω logomacheo, é um composto de Logos, que significa palavra, com machomai, que significa lutar.

O significado da expressão no léxico grego aparece como:


1) contender a cerca de palavras

2) disputar a cerca de assuntos vazios e superficiais


Partindo da ideia do composto das palavras acima mencionadas, poderia ser também traduzida por: Lutas acerca de palavras.


Olhem que instrução interessante: não se envolvam em discussões, disputas, contendas, lutas, acerca de palavras. Em outras palavras, em boca fechada não entra mosca. Nós temos o Espírito Santo morando dentro de nós, e pela lógica deveríamos manifestar o seu fruto, e duas das partes desse fruto são: domínio próprio e mansidão, que a propósito são artigos de luxo nos dias de hoje. Aliás, em meio aos cristãos, pois do mundo não se pode mesmo esperar boa coisa, embora eu observe pagãos mais sensatos que muitos cristãos. Paulo segue dizendo que isso não traz proveito algum e serve apenas para perverter os ouvintes. Perverter… Você sabe o que é perverter?


Pois bem, perverter na Pequena Enciclopédia Bíblica de Orlando Boyer significa:

Fazer, passar moralmente do bem para o mal, corromper.


Olha o tamanho do problema que os que gostam de discussões estão arrumando.


No dicionário em português aparece a seguinte definição:

· Mudar do bem para o mal; tornar-se perverso; contrariar as leis da natureza e da vida moral; depravar: perverter um comportamento; perverteu-se no vício.

· Causar alteração em; mudar, modificar, alterar: perverter hábitos.

· Modificar o teor de algo atribuindo-lhe um sentido ruim, mau; desvirtuar: perverteu a conversa que ouviu.


Amados, tenho ensinado exaustivamente sobre isso, para que não se tornem um mal na vida do outro e para que vocês mesmos não se desviem. Muitas vezes temos boas intenções nas discussões, mas elas podem corromper quem está ouvindo ou lendo. Se essa instrução não fosse tão importante assim, certamente não seria repetida em várias passagens Bíblicas. Não seja pedra de tropeço para o outro. Estamos cercados por uma nuvem de testemunhas e para muitas pessoas nós somos a Bíblia que eles leem.


Carina Ramos - Ministério Vida