• ministeriovidacwb

Não alimente a ofensa – Parte 1




Existem dois grandes problemas que nós precisamos nos livrar deles ou seremos retidos, paralisados em nossa caminhada com Cristo.


1) Alimentar a ofensa que temos conosco

2) Alimentar a ofensa que temos com os outros


Hoje falaremos sobre o primeiro problema e amanhã falaremos sobre o segundo.


Alimentar a ofensa que temos conosco, significa não nos perdoarmos por erros cometidos. Manter um coração debaixo da auto-condenação e da culpa é rejeitar a graça e o perdão de Deus. Quando fazemos isso permanecemos paralisados no erro e somos impedidos de avançar pelo nosso próprio orgulho. Você sabia que ao se culpar, ao se condenar e ficar dizendo que você é horrível e não merece o perdão de Deus, isso é ser orgulhoso? O orgulho sempre quer ter o mérito da conquista. Alguém, que julga que não merece o amor e o perdão de Deus, está dizendo que precisa conquistar esse amor e esse perdão. Mas o amor e o perdão do Senhor nunca serão conquistados por homem algum, pois todos pecaram e ficaram destituídos da glória de Deus. Deus não nos pede para conquistarmos o seu amor e o seu perdão, Ele nos pede para recebermos.


Amados, essa estrutura mental orgulhosa que julga que você não fez por merecer e te mantém preso debaixo da culpa e da condenação não provém de Deus, pelo contrário, é terrena e demoníaca. Não aceite a sugestão do Diabo que diz para você ficar o tempo todo debaixo dessa autopiedade, mantendo seus pensamentos nos erros (sejam de um passado distante ou de um passado bem próximo), pois essa atitude mantém você paralisado. Não é esse o convite de Deus para você. Deus te chama para receber o seu amor, o seu perdão e a ajuda do Espírito Santo para que você desfrute da vida que Jesus Cristo conquistou para você na cruz do calvário.


Enquanto você mantiver esse pensamento de que ao se culpar você agrada a Deus, você estará se enganando e privando a si mesmo de viver a boa, perfeita e agradável vontade do Senhor. Deus se agrada de quem tem fé Nele, e ter fé em Deus inclui crer que quando Ele diz que somos a sua justiça, então somos. E ser justiça de Deus significa acreditar que Jesus, que nunca pecou, tomou o seu lugar e Ele conquistou para você uma vida justa diante de Deus, ou seja, aprovada por Deus. Você não é aceitável diante de Deus pelo que você faz, mas pelo que Cristo fez.


Receba essa verdade e saia dessa prisão, o Espírito Santo te ajuda nisso. Você é livre em Cristo para ser quem Deus te chamou para ser. Você não glorificará a Deus mantendo-se nessa autopiedade. Você glorifica a Deus quando recebe, por meio da fé, todo o amor, a graça e o perdão de Deus para você. Ao receber a imensa provisão da graça e a dádiva da sua justificação, você recebe poder para manifestar a vida de Cristo sobre a terra e aí sim, sua vida será para a glória de Deus.


Medite em:

Romanos 5:17

Romanos 8:1

2 Coríntios 5:17-21


Katiany Lins - Ministério Vida