• ministeriovidacwb

Não vivo mais eu


Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim. Gálatas 2:20 NVI

Quando Paulo disse não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim, talvez ele tenha chegado ao maior entendimento que um filho de Deus pode chegar. Na sua carta aos Romanos ele diz que nós fomos crucificados com Cristo e que pelo Espírito somos capazes de fazer morrer as obras da carne. Aos efésios ele disse para se despirem do velho homem (natureza adâmica) que se corrompe por todo tipo de desejo enganoso e se revestirem do novo homem (natureza divina), que foi criado para ser semelhante a Deus em justiça e santidade. Esse novo homem só existe por causa da vida de Cristo nele. A seiva que nutre o novo homem é a vida de Cristo, através do Seu Espírito.


Quando compreendemos que não vivemos mais nós (ou seja, quando abandonamos a compreensão de vida que ainda está atrelada ao velho homem e sua natureza terrena), e que CRISTO VIVE EM NÓS (compreensão que nossa vida verdadeira só existe Nele) somos libertos de toda obra infrutífera das trevas e libertos da vida terrena (vida do velho homem). A consciência da vida de Cristo em nós muda completamente a maneira de vivermos nosso dia a dia. Essa consciência só é possível através de metanoia, não mais nos conformando com esse mundo (e todos os conceitos gerados por ele na velha natureza), mas tendo nossa mente transformada pela Palavra de Deus.


Que possamos compreender e receber a verdade que o apóstolo Paulo entendeu e recebeu, não vivo mais eu (natureza terrena), mas Cristo vive em mim (natureza divina). Somos nova criação e temos a vida de Cristo por causa Dele em nós.

Minha oração hoje é que nossa consciência a respeito dessa verdade cresça dia após dia, e que possamos dizer: não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim.

Katiany Lins - Ministério Vida