• ministeriovidacwb

O amor é o cumprimento da Lei de Deus



Não devam nada a ninguém, a não ser o amor de uns pelos outros, pois aquele que ama seu próximo tem cumprido a Lei. Pois estes mandamentos: “Não adulterarás”, “Não matarás”, “Não furtarás”, “Não cobiçarás” e qualquer outro mandamento, todos se resumem neste preceito: “Ame o seu próximo como a si mesmo”. O amor não pratica o mal contra o próximo. Portanto, o amor é o cumprimento da Lei. Romanos 13:8-10 NVI


Muitos cristãos da igreja primitiva queriam viver o Evangelho através da obediência à Lei de Moisés, até porque a igreja foi formada primeiramente por judeus, portanto tinha bastante influência da cultura judaica. Não foi em vão que o apóstolo Paulo precisou escrever a carta aos Gálatas, ensinando sobre a diferença da Lei de Moisés e do Evangelho. Na carta aos Romanos encontramos toda a explicação sobre a diferença da justiça produzida pela Lei e da justiça produzida pelo Evangelho. Aqui nesses versículos é como se o apóstolo Paulo estivesse dizendo: se vocês querem de fato cumprir a Lei de Deus, amem o seu próximo. Pois qualquer mandamento que tenha vindo da parte de Deus se resume nisso, no amor ao próximo. Jesus também fala isso, basta lermos os Evangelhos.


O propósito dessa afirmação, feita tanto por Paulo, como pelo próprio Jesus, é que nós compreendamos que não vivemos para cumprir apenas regras exteriores, mas como filhos nascidos de Deus, somos chamados para amar como Jesus amou, e o amor de Cristo não pratica o mal contra o outro. Que possamos ser cheios do amor de Deus, para transbordá-lo a todos ao nosso redor, em nome de Jesus.


Katiany Lins – Ministério Vida