• ministeriovidacwb

O Evangelho não é a Lei de Moisés – Parte 4


Nós estamos mortos para a Lei e vivos para Deus. Não tem como viver as duas coisas ao mesmo tempo, ou vivemos debaixo da Lei ou debaixo da Graça.


Pois, por meio da Lei eu morri para a Lei, a fim de viver para Deus. Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim. Não anulo a graça de Deus; pois, se a justiça vem pela Lei, Cristo morreu inutilmente! Gálatas 2:19-21 NVI


Quem vive debaixo da Lei está debaixo de maldição, mas glória a Deus por Cristo Jesus, que nos redimiu da maldição da Lei.


Já os que se apoiam na prática da Lei estão debaixo de maldição, pois está escrito: “Maldito todo aquele que não persiste em praticar todas as coisas escritas no livro da Lei”. É evidente que diante de Deus ninguém é justificado pela Lei, pois “o justo viverá pela fé” . A Lei não é baseada na fé; ao contrário, “quem praticar estas coisas por elas viverá” . Cristo nos redimiu da maldição da Lei quando se tornou maldição em nosso lugar, pois está escrito: “Maldito todo aquele que for pendurado num madeiro”. Isso para que em Cristo Jesus a bênção de Abraão chegasse também aos gentios, para que recebêssemos a promessa do Espírito mediante a fé. Gálatas 3:10-14 NVI


O que precisamos é aprender a viver debaixo da nova aliança. O Evangelho se fundamenta na justiça que Deus realizou, por meio de Cristo, dando ao homem uma nova vida. E o viver essa nova vida nada tem a ver com regras exteriores, mas com um profundo relacionamento de confiança em Deus. A Lei de Moisés atua apenas no comportamento exterior, mas não tem poder para mudar o coração das pessoas. O Evangelho muda o interior, e isso acontece por meio da atuação de Cristo Jesus. O Evangelho não é uma lista de regras para ser cumprida, mas é marcado pela morte da velha natureza e ressurreição juntamente com Cristo para uma nova vida. A Lei produz obras, o Evangelho manifesta os frutos de uma nova vida, vida essa que é completamente dependente de Cristo Jesus e que é vivida pela fé Nele. Na Lei o homem tenta conquistar todas as coisas, no Evangelho o ser humano recebe, pela fé, tudo que já foi feito por Cristo Jesus.


Cristo é suficiente!


Katiany Lins – Ministério Vida