• ministeriovidacwb

Santidade = Separação


Obedeçam às minhas leis. Não cruzem diferentes espécies de animais. Não plantem duas espécies de sementes na sua lavoura. Não usem roupas feitas com dois tipos de tecido. Levítico 19:19 NVI Se olharmos esse versículo apenas com os olhos na antiga aliança, certamente não será lógico para nós. Poderíamos pensar: como assim não posso misturar dois tecidos? Isso para nós hoje é bem estranho. Para os israelitas fazia todo sentindo. Partindo da ideia de que levítico é um livro que trata de santidade, podemos perceber o caráter de Deus através das leis. Essa, por exemplo, trata da santidade, e santidade nada mais é que separar o puro do impuro, o santo do profano. Deus queria que seu povo estivesse plenamente consciente de que eles deveriam viver separados, em santidade. E quando Deus lhes dá essa lei, sobre não misturar tecidos, não misturar raças ou sementes, Ele deixa claro como Ele pensa. Cada vez que um israelita fosse fazer uma roupa, cultivar uma lavoura ou preparar animais para cruzar, eles se lembrariam da lei da santidade, que consiste em não fazer misturas. Olha que coisa incrível. Hoje nós não estamos mais debaixo dessa lei, por isso não observamos mais estas coisas, mas podemos trazer essa lei, à luz da nova aliança. Se olharmos com os olhos fitos em Jesus, poderemos entender que o caráter do Pai continua igual, Ele não mudou, Ele é santo e nos chama à santidade, nos chama a não nos misturarmos com o que é impuro ou profano. Embora não usemos esse conceito para tipos de tecidos ou raças de animais, podemos aprender muito com ele e aplicar à nossa vida hoje. Quando escolho uma roupa, por exemplo, tenho em mente que o Espírito Santo de Deus habita em mim e que sendo Ele santo, eu também sou santa, ou seja, separada; com isso em mente escolho uma roupa que seja condizente com a santidade de Deus, e isso significa que decotes, mini short ou roupas demasiadamente coladas e vulgares, não fazem parte do que Deus quer para mim. Consegue compreender que toda escritura é inspirada e útil para nossas vidas? Embora não guardemos mais leis e mandamentos cerimoniais, como os israelitas, nós podemos e devemos tirar bons ensinamentos da antiga aliança, passando-a, é claro, pelo filtro do novo testamento, pelo filtro chamado Jesus. Cada uma das leis da velha aliança nos revela o caráter de Deus, como Ele pensa, como age, o que sente. Nós vivemos na nova aliança e somos a igreja de Cristo, a Noiva, nós não somos israelitas e nem judeus. Por isso não observamos tais mandamentos da forma como eles faziam. Para nos beneficiarmos do AT hoje, precisamos interpretá-lo pela ótica da Nova Aliança. Tenho plena convicção que se assim fizermos, poderemos extrair muitas pérolas para nossa vida. Carina Ramos – Ministério Vida