• ministeriovidacwb

Um leão faminto - Parte 1

Estejam alertas e vigiem. O Diabo, o inimigo de vocês, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem possa devorar. 1 Pedro 5:8 NVI Sempre que lia essa passagem eu ficava muito intrigada, pois a Bíblia diz que Jesus é o Leão da Tribo de Judá, e sempre temos em mente que Leão representa Cristo. Só bem recentemente fui entender que o autor inspirado por Deus, no caso aqui, Pedro, usou uma figura de linguagem. Ele usou a analogia símile, que é quando fazemos uma comparação de algo usando a palavra "como". Anda ao redor, como, um leão, não anda ao redor sendo um leão, e sim como um, do mesmo jeito que um leão (animal) faz. Veja isso. Não sei se já puderam observar como os leões fazem para se alimentar, mas eles cercam suas vítimas, eles ficam ao redor delas, ou seja, a certa distância, observando o melhor momento de atacar, se ele ficar muito perto, a vítima, animal, perceberia sua presença e fugiria, mas ele fica ao redor, meio que se camuflando, para flagrar seu alvo em algum momento desligado e poder atacá-lo de forma, quase sempre letal. Embora ele esteja faminto, não é afoito, fica a espreita, esperando para dar o bote. É exatamente assim que o diabo faz. Ele fica ao nosso redor, nos sondando, nos vigiando, procurando a hora certa para atacar-nos, procurando um momento de fragilidade, ou de distração, ele tem fome, mas não tem pressa, ele é astuto. Algumas versões trazem a palavra ao derredor, mas em português as duas palavras querem dizer basicamente a mesma coisa, anda em volta. No grego a palavra é: περιπατεω peripateo, e significa: Vaguear, perambular, acompanhar, seguir, fazer bom uso das oportunidades... Olha que interessante, o inimigo fica nos seguindo, assim como um leão segue e espreita a certa distância sua presa, e ele faz bom uso da oportunidade de atacar no tempo devido. Por isso a Palavra é enfática quando diz: estejam alertas e vigiem. Amados, nós estamos em uma guerra e se ficarmos recostados com os pés para cima, enquanto nossa armadura está jogada num canto empoeirado, seremos certamente uma presa fácil para um leão faminto. Carina Ramos - Ministério Vida