• ministeriovidacwb

Recebemos uma nova natureza



Anteriormente, todos nós também vivíamos entre eles, satisfazendo as vontades da nossa carne, seguindo os seus desejos e pensamentos. Como os outros, éramos por natureza merecedores da ira. Todavia, Deus, que é rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou, deu-nos vida com Cristo quando ainda estávamos mortos em transgressões—pela graça vocês são salvos. Efésios 2:3-5 NVI


Esses versículos são de extrema importância para compreendermos a plenitude da obra realizada por Cristo Jesus. Perceba que está escrito que nós éramos POR NATUREZA merecedores da ira. Isso significa que não importa o que fizéssemos, a nossa natureza estava fadada a receber a ira, o juízo. Mas Deus, que é rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou, nos deu uma nova natureza em Cristo Jesus, quando nós ainda estávamos mortos, significando que a salvação de Deus para o ser humano, não depende de nós, mas Dele. É pela graça que nós somos salvos. É favor de Deus, é presente, é dádiva. Presente a gente não conquista, a gente recebe. O fundamento do Evangelho é a graça. Não tem como vivermos o cristianismo sem compreendermos a graça de Deus.


Amados, a natureza do ser humano é corrupta e merecedora da ira. Por isso está escrito que quem não crê em Jesus já está condenado. Quando uma pessoa crê na obra vivificadora realizada por Jesus Cristo em favor dos homens, é como se ela estivesse dizendo:


Eu sei que minha natureza é morta e está debaixo do juízo, eu recebo a graça de Deus manifestada por meio de Jesus Cristo e creio que Nele eu sou vivificado, creio que por meio de Jesus eu saio da morte para a vida, da condenação para a salvação.


Essas são as boas novas de Deus para o homem. O ser humano precisa saber que por natureza ele é merecedor da ira, mas que por amor, graça e misericórdia de Deus, por meio de Cristo Jesus, ele é salvo e vivificado, tem sua natureza transformada.


Katiany Lins – Ministério Vida