• ministeriovidacwb

O sacrifício perfeito




Primeiro ele disse: “Sacrifícios, ofertas, holocaustos e ofertas pelo pecado não quiseste nem deles te agradaste” (os quais eram feitos conforme a Lei). Então acrescentou: “Aqui estou; vim para fazer a tua vontade”. Ele cancela o primeiro para estabelecer o segundo. Pelo cumprimento dessa vontade fomos santificados, por meio do sacrifício do corpo de Jesus Cristo, oferecido uma vez por todas. Porque, por meio de um único sacrifício, ele aperfeiçoou para sempre os que estão sendo santificados. Hebreus 10:8-10,14 NVI


Esses versículos nos mostram que os sacrifícios, ofertas e holocaustos feitos conforme a Lei não eram a vontade perfeita de Deus para nós, por isso está escrito que a Lei foi acrescentada por causa das transgressões e que ela foi um tutor até Cristo (Gálatas 3:19). A vontade perfeita de Deus é Cristo Jesus, e por meio do seu sacrifício, nós fomos santificados. Por meio da obra perfeita de Jesus nós recebemos uma nova natureza, que não é mais escrava do pecado, ou seja, é santa (separada). Por isso está escrito que o sacrifício de Jesus nos santificou. Mas veja que no versículo 14 está escrito que por meio desse sacrifício Jesus aperfeiçoou para sempre os que estão sendo santificados. Essa expressão “estão sendo santificados” parece contraditório com o que está escrito no versículo 10, mas não é.


No versículo 10 quando diz que o sacrifício de Jesus nos santificou se refere à NOVA VIDA que é santa e justa, que foi dada a nós por meio de Cristo. No versículo 14 quando diz que o sacrifício de Jesus aperfeiçoou para sempre os que estão sendo santificados, está nos dizendo que em Cristo nós já somos perfeitos, Nele fomos aperfeiçoados. Mas o que é perfeito? A nossa nova natureza. É a nova vida que é perfeita. A expressão “estão sendo santificados” nos mostra o caminho que nós percorremos a partir do novo nascimento. Refere-se ao processo de manifestação da santidade que Cristo já conquistou para nós, afinal, nós já somos santos em Cristo Jesus (a nossa natureza não é mais pecadora e sim santa) e durante nossa caminhada cristã nós aprendemos de Deus a manifestar essa santidade em nossa conduta (esse é o processo de santificação).


Katiany Lins – Ministério Vida